Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 13 (carta do TENEiVTE Montanha)
RM2AX49R1Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 13 (carta do TENEiVTE Montanha)
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compele desencados pelo alferes Alberto Bra . d.rvt-* A CONCENTRRAÇÃO GERAL 0<. 5É ÊM MARCHA PARA 2. INCURSIO
RM2AX452JEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compele desencados pelo alferes Alberto Bra . d.rvt-* A CONCENTRRAÇÃO GERAL 0<. 5É ÊM MARCHA PARA 2. INCURSIO
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 13 (carta do TENEiVTE Montanha). -»- V-í, o.v*-WG; a :-i2.VU £>- .1
RM2AX49A1Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 13 (carta do TENEiVTE Montanha). -»- V-í, o.v*-WG;_a :-i2.VU £>- .1
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Q:j lá EM MARCHA PARA un IJ INCURSIO (carta do alfes Pitta e Castro)
RM2AX4AHYEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Q:j lá EM MARCHA PARA un IJ INCURSIO (carta do alfes Pitta e Castro)
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 11 (carta do tenente Victor de Sepúlveda). Q:j lá EM MARCHA PARA un IJ INCURSIO (carta do alfes Pitta e Castro
RM2AX4B74Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . APRECIAÇÕES 11 (carta do tenente Victor de Sepúlveda). Q:j lá EM MARCHA PARA un IJ INCURSIO (carta do alfes Pitta e Castro
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . V PO Trecho do mappa de Portugal no existe o ASALTO A VALENÇA 125. Onde entrou a Columna de Sepúlveda 126 EM MARCHA PARA a 2.* INCURSIO Dahi a pouco, afresentou-se uma creada.— Onde vae menina?
RM2AX2YK7Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . V PO Trecho do mappa de Portugal no existe o ASALTO A VALENÇA 125. Onde entrou a Columna de Sepúlveda 126 EM MARCHA PARA a 2.* INCURSIO Dahi a pouco, afresentou-se uma creada.— Onde vae menina?
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . slle para defender o desembarque dos que iam che-gando, e abraçou de Ganabades. Pedro da Torre e da Urgeira. 116 ::: em marzo para 2.* incursão. Trecho da região por Ô ASALTO A VALENÇA 117 ?ariiMf
RM2AX36YWEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . slle para defender o desembarque dos que iam che-gando, e abraçou de Ganabades. Pedro da Torre e da Urgeira. 116 ::: em marzo para 2.* incursão. Trecho da região por Ô ASALTO A VALENÇA 117 ?ariiMf
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . oltapara guarda de honra áBandeira azul e branca,Nesse núcleas de clases de is Para ello, hay que decir que hay un representante de Portugal que se ha preparado para las familias mais illus-tres; una casa Lancastrequee não esqueceu astradições da dymnasiadAviz que representa,mandando á Columna deCouceiro os seus três ra-mos, representantes porD. Luiz e D. SebastiãoAlcáçovas, pelo MarquezdAbrantes e seus doisfilhos
RM2AX3P8AEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . oltapara guarda de honra áBandeira azul e branca,Nesse núcleas de clases de is Para ello, hay que decir que hay un representante de Portugal que se ha preparado para las familias mais illus-tres; una casa Lancastrequee não esqueceu astradições da dymnasiadAviz que representa,mandando á Columna deCouceiro os seus três ra-mos, representantes porD. Luiz e D. SebastiãoAlcáçovas, pelo MarquezdAbrantes e seus doisfilhos
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Não tardaria o dia. Não tardía a Bandeiraazul e branca... IV Em marcha Duas inquietud horas esperou a Columna emarmas naquella formatura de Lamas, Entretanto, receberam ordem de ir ao Telheirocoramunicar que concluida a distribuiçãodarmamento, os cadetes Álvaro Rego e FranciscoPaes de Sande e Castro. Ambos bacharéis em di-reito, ambos loiros, ambos magros. Um estalão derecrutamento distingui-lo
RM2AX40XXEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Não tardaria o dia. Não tardía a Bandeiraazul e branca... IV Em marcha Duas inquietud horas esperou a Columna emarmas naquella formatura de Lamas, Entretanto, receberam ordem de ir ao Telheirocoramunicar que concluida a distribuiçãodarmamento, os cadetes Álvaro Rego e FranciscoPaes de Sande e Castro. Ambos bacharéis em di-reito, ambos loiros, ambos magros. Um estalão derecrutamento distingui-lo
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . monte com otudo da marcha a fazer, e barcos promettidos. Coma ordem hacer comandante. Redobra o entusiasmasmo Ciactivdade. Tinham 20 homens, e precisaavam de 200; TI-nham 71 armas, sob palavra, e necessiavam pagaressas e comprar mais 129. Homens havia, e havarmas, via-se portanto ser viável o acto revolucio-nário. Como revoluções, porém, não se fazem sem di-nheiro, como a vida das personagens do romantismo.
RM2AX3BG8Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . monte com otudo da marcha a fazer, e barcos promettidos. Coma ordem hacer comandante. Redobra o entusiasmasmo Ciactivdade. Tinham 20 homens, e precisaavam de 200; TI-nham 71 armas, sob palavra, e necessiavam pagaressas e comprar mais 129. Homens havia, e havarmas, via-se portanto ser viável o acto revolucio-nário. Como revoluções, porém, não se fazem sem di-nheiro, como a vida das personagens do romantismo.
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . tense, sem o movimento e azámfama da montagem daartilharia. Como praças, embuçadas nas mantas dir-se-iam EM MARCHA 77 monjes esquivados nas pedras dum logradoiro con-ventual, descriptivas succintas e evocatorias fixadas. Nos azuejos muraes dura claustrtro. Emquanto nãochegaram os dois automóveis com as armas, o espaçodo quadrilátero pertenceu á artilharia, ás carretas. 78 EM MARCHA PARA a 2.» INCURSIO ás muare
RM2AX3YRHEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desenhados pelo alferes Alberto Bra . tense, sem o movimento e azámfama da montagem daartilharia. Como praças, embuçadas nas mantas dir-se-iam EM MARCHA 77 monjes esquivados nas pedras dum logradoiro con-ventual, descriptivas succintas e evocatorias fixadas. Nos azuejos muraes dura claustrtro. Emquanto nãochegaram os dois automóveis com as armas, o espaçodo quadrilátero pertenceu á artilharia, ás carretas. 78 EM MARCHA PARA a 2.» INCURSIO ás muare
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Camará, osPontes Dabarca pelotenente Jú-lio Ornellasde Vascon-cellos.e ou-tras boasli-nhagensque por nãoexerceremongos pa-latinoseram pes-soalmete Capitão Martins de Lima menos co-nhecidas,o exer-to foldés dés dés dés as a las grandes
RM2AX3JGAEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . Camará, osPontes Dabarca pelotenente Jú-lio Ornellasde Vascon-cellos.e ou-tras boasli-nhagensque por nãoexerceremongos pa-latinoseram pes-soalmete Capitão Martins de Lima menos co-nhecidas,o exer-to foldés dés dés dés as a las grandes
Em marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . 3 S M i cabello e bigode pretos, que as neves da vida omeçavam de pratear, uma serenidade embrechadanuma energia e numa competência afeita ás pugnas PRIMEIROS RECONTROS DA COI.UMNA SOUZA DIAS 167. José Alexandre Duartede Miranda coloniaes, um dos va-lorosos combatientesdo Cuamato — o CA-pitão Mário de SouzaDias, Oito horas durouessa penosa marcha,entrecortada de acla-mações e do fogo ini-migo, cruzada pelos
RM2AX2JYKEm marcha para a 2aincursão; da concentrração ao erguer do bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a ChavesCroquis das plantas das marchas e compels desencados pelo alferes Alberto Bra . 3 S M i cabello e bigode pretos, que as neves da vida omeçavam de pratear, uma serenidade embrechadanuma energia e numa competência afeita ás pugnas PRIMEIROS RECONTROS DA COI.UMNA SOUZA DIAS 167. José Alexandre Duartede Miranda coloniaes, um dos va-lorosos combatientesdo Cuamato — o CA-pitão Mário de SouzaDias, Oito horas durouessa penosa marcha,entrecortada de acla-mações e do fogo ini-migo, cruzada pelos